Av Pontes Vieira, 639
85 3272.1433
R A, 35 - Washington Soares,
85 3031.0018
 
.
Idiomas Cursos Coworking Cultura
JÉSSICA CARNEIRO
Aprender um novo idioma foi fundamental para minha carreira e minha vida. Minha paixão por novos idiomas, somada à excelente equipe de professores do Poliglota, me favoreceu a agarrar oportunidades que jamais pensei conseguiria. Além do inglês, cursei também francês e espanhol, e hoje tenho convicção que posso me virar muito bem em qualquer lugar do mundo, fazendo o que amo: viajar. Além da ótima infraestrutura e do corpo de professores, o Poliglota tem uma preocupação com o enriquecimento cultural dos alunos, o que faz toda a diferença no mercado. Sempre recomendo aos amigos.
Delânia Cassiano
Como definir em duas palavras: Trabalho, estudo, viagens, vivências culturais e convívio com estrangeiros dos mais diversos países? INSTITUTO POLIGLOTA! Pois é, em um único lugar estudei, aprendi e adquiri experiência em 4 idiomas: Inglês, Francês, Alemão e Italiano. A relação maravilhosa que tive e tenho até hoje com a equipe de professores, que sempre estiveram à minha disposição nas minhas dificuldades, foi o meu maior incentivo no aprendizado. Hoje sou secretária trilíngue no próprio Instituto e me sinto realizada ajudando pessoas no seu caminho de sucesso.
BERNARDO LAMPARINA
Viajei para a Alemanha, pela primeira vez a negócios. Fui recebido por um senhor idoso, Geert que foi tão bacana comigo que prometi um dia voltar pra lhe agradecer em sua língua que até então para mim era como fazer fazer careta no escuro. Conversei com Betinha do Poliglota sobre o desafio. Bastou. Alguns anos depois desci na cidade de Hagen, perto de Dusseldorf, para dizer em alto e bom tom. "Hallo, Geert, hier bin Ich. Wie geht es Dir?"
BERNARDO LAMPARINA
Em 2008 conheci pela primeira vez a terra de onde saíram meus ancestrais: o continente africano. Mais uma vez estava diante das dificuldades em não falar o idioma da casa onde ficaria hospedado. Em Senegal, Conacri, Benin e Guiné Bissau fala-se o francês. Precisaria falar francês bem rapidinho pois faria uma segunda viagem e lá participaria de um debate. Num cursos intensivo de férias fiz o primeiro semestre em um mês. O bicho pegou e a turma resolveu ir adiante. O segundo e o terceiro em mais dois meses. Conclusão. Dei a minha palestra em francês, na cidade de Porto-Novo no Benin. Merci, Poliglota.
Nathalie de Paula Carvalho
O universo das línguas estrangeiras representa uma abertura de caminhos que perpassam nossa vida pessoal e profissional. É LIBERTADOR! Iniciei com o inglês, a qual considero uma língua base para comunicações a curto, médio e longo prazo, em seguida estudei espanhol, francês, italiano com suas belíssimas músicas e palavras, e o alemão com sua imperiosidade e beleza que me conquistaram no primeiro contato, uma língua muito bonita, desafiadora e principalmente, rica em cultura e disciplina que levamos para o nosso cotidiano. Apliquei meus conhecimentos adquiridos nas salas de aula do Poliglota em viagens acadêmicas e turísticas. Os aspectos culturais passados pelos professores, experientes e empenhados em sempre demonstrar que o estudo da língua estrangeira é mais do que o livro didático, foram fundamentais para que minhas experiências se tornassem inesquecíveis. Tornou-se um "vício", mas daqueles muito bons, construtivos. Estudei também 2 semestres de russo, muito interessante e o qual pretendo retomar. A experiência que tive (e ainda tenho) com o estudo das línguas estrangeiras no Poliglota foram muito importantes para minha formação e levarei para o resto de minha vida!
 
Fale conosco Curta nossa página no facebook Siga-nos no twitter